Reação

“Acho muito deselegante. Só aumenta a polarização”, rebate Nelson Teich sobre declarações de Mandetta

Mandetta disse que gestão de Teich na Saúde foi "um mês perdido".

O ex-ministro da Saúde, Nelson Teich, respondeu às críticas do seu antecessor, Henrique Mandetta sobre a sua gestão. Em rede social, Teich disse achar deselegante as declarações de Mandetta que, segundo ele, só aumenta a polarização política no país.

“Em 28 dias à frente do MS, por mais difícil que fosse a situação, nunca expus gestões anteriores. Acho muito deselegante um ex-ministro criticar seu sucessor e acredito que esse tipo de condução só aumenta a polarização e o desgaste, prejudicando desta forma, o país inteiro”, escreveu Teich.

Na última sexta-feira (15), Mandetta declarou em entrevista que o último mês na Saúde havia sido “um mês perdido”, em referência a gestão de Nelson Teich, cuja duração foi de 29 dias com direito a discordâncias entre Teich e o presidente Jair Bolsonaro em meio a pandemia do coronavírus.

“A gente vê com muita apreensão, porque a sensação que dá é que foi um mês perdido. Entrou uma pessoa no cargo de ministro, não deu tempo de muita coisa. O que ele fez foi exonerar as pessoas que estavam lá. Fico triste. Mês perdido”, lamentou Mandetta que estimou uma estabilização da da Covid-19 no Brasil apenas para o mês de julho. “A gente está apenas no primeiro terço da subida. Em julho, talvez, a gente possa estabilizar”.

Nelson Teich se defendeu elencando pontos de ação o qual os planejou enquanto esteve no Ministério da Saúde.

 

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal