Cabo

Programa “Cabo, Cidade Iluminada”, chega nos bairros Vila Claudete, Mercês e Itapuama

O programa, criado pelo prefeito Lula Cabral no início da gestão, já contemplou 41 bairros da cidade e tem como objetivo universalizar a cobertura LED na iluminação pública da cidade.

Programa “Cabo, Cidade Iluminada”, chega nos bairros Vila Claudete, Mercês e Itapuama

Programa "Cabo, Cidade Iluminada". Fotos: Gilberto Crispim

Publicado em 15 de maio de 2020 - 00:27

Por

A Prefeitura do Cabo, através do programa “Cabo, Cidade Iluminada”, transformou Vila Claudete, Mercês e Itapuama nos novos bairros com 100% de cobertura LED. O programa, criado pelo prefeito Lula Cabral no início da gestão, já contemplou 41 bairros da cidade e tem como objetivo universalizar a cobertura LED na iluminação pública do Cabo.

Além de Vila Claudete, Mercês e Itapuama, os bairros de Vila Roca, Santo Inácio, Alto dos Mirandas, Bela Vista, Centro, Charnequinha, Cohab, Cruzeiro, Destilaria, Fundai, Garapu, Madre Iva, Malaquias, Mauriti, São Francisco, Sapucaia, Torrinha, Vila Esperança, Vila Social, Massangana, Rosário, Xaréu, Pista Preta, Ponte dos Carvalhos, Pontezinha, Barbalho, Charneca, Novo Horizonte e Pirapama estão com seu parque de iluminação com luminárias LED.

O programa Cabo, Cidade Iluminada já implantou mais de 14 mil pontos com LED, atingindo uma cobertura de 73% do município. De acordo com o prefeito do Cabo, Lula Cabral, o objetivo é cobrir todo o município com o sistema moderno de iluminação. “Em três anos já levamos para a maioria dos bairros cabenses segurança, economia e sustentabilidade com o programa Cabo, Cidade Iluminada. Nossa meta é ter 100% da iluminação pública com lâmpadas LED”, informou.

O trabalho é realizado pela gerência de iluminação, vinculada à Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

São vários os benefícios na utilização da tecnologia. As lâmpadas possuem baixo custo de energia elétrica em relação às lâmpadas de vapor de sódio e às lâmpadas de vapor metálicos, possuem alto rendimento, ou seja, baixa dissipação de energia, são produzidas com materiais semicondutores, como o silício, causando menos impactos na natureza, além de ter uma vida útil mais longa, podendo ultrapassar facilmente 100 mil horas de uso.

Da redação do Portal com informações da Secom
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com