Incompetência

Wanderson Florêncio: “Lockdown é o retrato da falta de gestão em Pernambuco e no Recife no combate à Covid-19”

O magistrado justificou que cabe ao representante do Poder Executivo estadual decidir sobre o assunto de acordo com os elementos científicos elaborados pelos órgãos técnicos.

Wanderson Florêncio: “Lockdown é o retrato da falta de gestão em Pernambuco e no Recife no combate à Covid-19”

O deputado estadual Wanderson Florêncio/ Foto: Alepe/ Divulgação

Publicado em 10 de maio de 2020 - 10:33

Por

O deputado estadual Wanderson Florêncio (PSC) afirmou que falta liderança em Pernambuco e no Recife. Para o parlamentar, a má gestão dos recursos existentes e decisões equivocadas têm contribuído para que a Covid-19 se propague pelo estado.

A decisão do juiz Breno Duarte Ribeiro de Oliveira, que negou, nesta quinta-feira, o pedido de lockdown realizado pelo Ministério Público foi enfática ao reportar para o governo a decisão pelo aumento da restrição de circulação das pessoas.

“A decisão do juiz de primeira instância foi um grande ‘puxão de orelhas’ no governo que claramente sentenciou que a decisão de lockdown cabe a quem governa, portanto, ao executivo, que tem todos os dados técnicos possíveis para tomar tal medida”. enfatizou o deputado.

“Além da falta de liderança, o que vemos é a má utilização dos recursos públicos, estão anunciando semana após semana novos hospitais de campanha, sem que tenha respiradores e pessoal de saúde para prestação dos atendimentos. Em Recife, apenas 36,4% das novas UTIs anunciadas estão em funcionamento”. E complementa, “Enquanto o Pará recebeu 139 respiradores na última segunda-feira, com perspectiva de receber nessa semana mais 200, o Recife conseguiu apenas 36 respiradores através de uma decisão judicial”, lamentou Wanderson Florêncio.

O deputado elencou alguns dos problemas que estão sendo vistos diariamente e que mostram as falhas do Poder Público que refletem na contaminação da população. As longas filas de bancos sem nenhum cuidado e que não respeitam a distância de segurança, a recomendação tardia para o uso das máscaras, a redução do transporte público e consequente superlotação, são alguns entre outros fatos que fizeram descontrolar a propagação da epidemia.

“Tudo isso contribuiu para o alto índice de contaminação por aqui. O sentimento é de pesar por causa da forma como estamos perdendo essa guerra contra o Coronavírus. A própria perspectiva de lockdown é um retrato disso, pois as outras ações não deram o resultado esperado. É falta de gestão e liderança”, afirmou Wanderson Florêncio.

Da redação do Portal com informações da Assessoria de Wanderson Florêncio

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com