Gastos

Prefeito que pagaria R$ 89 por cada máscara é primo de Mandetta

Após a repercussão do caso, a Prefeitura alterou os dados que constavam no Portal da Transparência

Prefeito que pagaria R$ 89 por cada máscara é primo de Mandetta

Luiz Henrique Mandetta e Marquinhos Trad Foto: André de Abreu

Publicado em 29 de abril de 2020 - 15:00

Por

A Prefeitura de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, administrada por Marquinhos Trad é irmão do senador Nelsinho Trad e primo do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta resolveu pagar R$ 89 por cada máscara comprada para ser utilizada vizando a prevenção da propagação do novo coronavírus (covid-19).

No portal da Transparência da Prefeitura, o valor da compra apresentava o preço pago para aquisição de 28.834 máscaras da empresa Pacotão Comércio de Produtos de Higiene e Limpeza no total de R$ 2.566.226. Após a repercussão do caso, a Prefeitura alterou os dados que constavam no portal e declarou que o valor, na verdade, era do custo por caixa com 50 unidades do produto.

O próprio Mandetta já foi alvo de investigação por suposta fraude em licitação, tráfico de influência e caixa 2 em um contrato para implementar um sistema de informatização na saúde em Campo Grande, no período em que foi secretário, na gestão do outro primo, Nelsinho Trad.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com