Provas

Moro divulga conversas com Bolsonaro e Zambeli sobre articulação na PF

Após pronunciamento de Bolsonaro, Moro enviou prints de conversas entre eles ao Jornal Nacional.

Moro divulga conversas com Bolsonaro e Zambeli sobre articulação na PF

Sergio Moro. Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Publicado em 25 de abril de 2020 - 09:00

Por

A noite de ontem (24) teve novos desdobramentos sobre os motivos da demissão do agora ex-ministro da Justiça Sérgio Moro. Depois do longo pronunciamento de Jair Bolsonaro sobre o caso, Moro enviou conversas de WhatsApp como provas de que o presidente queria substituir a direção-geral da Polícia Federal por causa de investigação a bolsonaristas. Os conteúdos foram exibidos com exclusividade no Jornal Nacional, da TV Globo.

Se no discurso Bolsonaro disse Moro exigiu uma vaga no STF para concordar com a demissão do chefe da PF, Moro mostrou que, na verdade, a vaga foi oferecida em troca da mudança. O motivo principal da exigência de Bolsonaro era a investigação da PF a aliados do mandatário. Bolsonaro enviou uma mensagem para Moro citando uma matéria do site O Antagonista, cujo título era intitulado  “PF na cola de 10 a 12 deputados bolsonaristas”. Em seguida, Bolsonaro diz: “mais um motivo para a troca”.

Carla Zambeli ofereceu barganha à Moro

Moro também enviou uma conversa que teve com a deputada federal Carla Zambeli (PSL), a qual ela pede para Moro aceite o pedido de Bolsonaro e, em troca, ele seria indicado ao STF. Como resposta, Moro diss: “Prezada, não estou à venda”.

A deputada, no entanto, insistiu: “Ministro, por favor… milhões de brasileiros vão se desfazer.” E depois: “Por Deus, eu sei. Se existe alguém no Brasil que não está à verba [sic] é o sr.”

A parlamentar que é aliada de Bolsonaro, se comprometeu de ajudar Moro, mas ele não aceitou.

 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com