Pernambuco

Enfermeiros denunciam que receberam de hospital capas de chuva para se protegerem da Covid-19

De acordo com os trabalhadores a entrega foi da direção do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no Recife. Os trabalhadores alegam que o item não é um Equipamento de Proteção Individual (EPIs).

Enfermeiros denunciam que receberam de hospital capas de chuva para se protegerem da Covid-19

Enfermeiros recebem capas de chuva para proteção do Covid-19. Foto: Cortesia

Publicado em 21 de abril de 2020 - 19:46

Por

O Sindicato dos Enfermeiros de Pernambuco, segue denunciando uma série de situações que estão acontecendo com estes  profissionais tão importantes na luta diante da pandemia da Covid-19 no estado. Desta vez, a categoria informa que capas de chuva foram entregues na noite da última sexta-feira (17) e na manhã do sábado (18), para que sejam usadas pelos profissionais que estão trabalhando diretamente com pacientes que testaram positivo para Coronavírus ou são suspeitos e estão internados no Hospital Oswaldo Cruz, no Recife.

De acordo com os trabalhadores a entrega foi realizada nos setores da unidade pela direção do Hospital Universitário Oswaldo Cruz. Os trabalhadores alegam que o item não é um Equipamento de Proteção Individual (EPIs). O argumento é que as capas não são feitas para uso em ambiente hospitalar.

Capas de chuva dadas aos profissionais de saúde.

Capas de chuva dadas aos profissionais de saúde. Foto: Divulgação/Cortesia

Os profissionais podem se recusar quanto o uso das capas de chuva, pois não é um material hospitalar ou EPI, porém, vários trabalhadores ficam com medo de não usar já que alguns apresentam vínculo precário ou muitos trabalham por contrato da rede estadual e como represália pode ocorrer demissão.

Interior
O sindicato informou que também foi entregue no hospital Regional de Arcoverde capas de chuva para os profissionais usarem e usar como proteção no trabalho realizado por eles nos setores reservados para pacientes internados com a Covid.-19.

Hospital Regional de Arcoverde entrega capas de chuva para os profissionais de saúde. Foto: Cortesia

Máscaras
No Hospital Tricentário, em Olinda, a denúncia é que são entregues aos profissionais enfermeiros máscaras de tecido (pano), enquanto que o Ministério da Saúde adverte que tipo de material em máscaras pode ser usado pela população de modo geral, no ambiente hospitalar não é a indicada.

Enfermeiros do Hospital Tricentenário recebem máscaras de tecido (pano).

Enfermeiros do Hospital Tricentenário recebem máscaras de tecido (pano). Foto: Cortesia

Grupo de risco
As denúncias dos profissionais que fazem parte do grupo de risco (acima de 60 ano de idade) e que continuam trabalhando é uma preocupação constante e luta dos familiares que pedem o afastamento imediato dos mesmos. A informação é de quem aqueles com mais de 70 anos estão afastados e os que possuem mais de 60 continuam trabalhando, porém, em outra área das unidades de saúde que não sejam reservadas para tratamento de pacientes com Covid-19 ou suspeitos. No entanto, o sindicato alega que esse remanejamentos estão sendo feitos de maneira tardia, pois, vários profissionais testaram positivo para doença. Em Pernambuco, 1.064 profissionais de saúde estão infectados com Coronavírus.
A maior dificuldade apresentada pela categoria quanto aos EPI’S é a falta de avental e máscaras específicas.
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com