Consequência

Jornalista é demitido por Jorge Federal após negar votar e fazer campanha eleitoral para sua esposa nas eleições

Ivan Maurício ocupava o cargo de Diretor de Comunicação da Câmara Municipal de Olinda e não aceitou a imposição por considerar um desrespeito.

Jornalista é demitido por Jorge Federal após negar votar e fazer campanha eleitoral para sua esposa nas eleições

Jorge Federal e sua esposa e pré-candidata a vereadora de Olinda Janaina Federal. Foto: Montagem/Portal de Prefeitura.

Publicado em 2 de abril de 2020 - 21:46

Por

Ivan Maurício, Jorge Federal e Janaína Federal

Jornalista Ivan Maurício, vereador de Olinda Jorge Federal e sua esposa e pré-candidata a vereadora de Olinda Janaína Federal. Foto: Montagem/Portal de Prefeitura.

O experiente e conceituado jornalista Ivan Maurício se manifestou nesta quinta-feira (02), informando que recebeu uma proposta do atual presidente da Câmara Municipal de Olinda e vereador da mesma cidade, Jorge Federal, no qual não aceitou e como represália foi demitido do cargo de Diretor de Comunicação do Poder Legislativo municipal, em que ocupava por indicação de Jorge.

De acordo com Ivan,  lhe foi condicionado de que para continuar ocupando o cargo de Diretor de Comunicação da Câmara de Olinda, ele teria que votar e fazer campanha eleitoral para esposa de Jorge, a pré-candidata a vereadora na cidade Janaína Federal.

A recusa por parte do jornalista ao entender que a imposição é um desrespeito e descumprimento ao princípio constitucional que diz ser “inviolável a liberdade de consciência e de crença”, lhe resultou como consequência uma ligação telefônica de Jorge Federal, comunicando sua exoneração do cargo e nesta quinta-feira (2), o recebimento, em sua residência, da portaria formalizando a exoneração.

Portaria informando exoneração

Portaria informando exoneração. Foto: Cortesia

Em nota, a Associação da Imprensa de Pernambuco se manifestou solidária ao jornalista Ivan Maurício por não ter aceito a proposta indecorosa e sua postura diante da situação. Atualmente, Múcio Aguiar Neto ocupa a presidência da AIP e aproveitou o ensejo para destacar os 52 anos de profissão exercida por Ivan Maurício.

Nota da AIP (Assessoria da Imprensa de Pernambuco).

Nota da AIP (Associação  da Imprensa de Pernambuco). Foto: Divulgação

Acompanha o comunicado de Ivan Maurício na íntegra :

AOS JORNALISTAS DE PERNAMBUCO
Em pleno pico da pandemia do coronavírus e em meio a isolamento social, recebi, no dia 31/3 passado, telefonema do vereador Jorge Federal, presidente da Câmara Municipal de Olinda, condicionando minha permanência no cargo de Diretor de Comunicação do Poder Legislativo municipal a ter que votar e fazer campanha eleitoral para sua esposa, Janaína Federal, pré-candidata a vereadora na cidade.

Não aceitei a imposição por considerar um desrespeito e descumprimento ao princípio constitucional que diz ser “inviolável a liberdade de consciência e de crença”.

No dia 1/4, fui surpreendido com novo telefonema do vereador Jorge Federal me comunicado que estava exonerado do cargo. Hoje (2/4), recebi, em minha residência, a portaria formalizando a exoneração.

Aproveito a oportunidade para agradecer o carinho e a acolhida que sempre tive por parte de todos os companheiros que fazem a imprensa de Pernambuco durante este período em que exerci a Diretoria de Comunicação da Câmara de Olinda.
Tenho 52 anos de exercício da profissão de jornalista, boa parte deles – quase duas décadas – trabalhando sob a censura prévia durante a ditadura militar, na resistência da chamada imprensa alternativa, em jornais como “Opinião”, “Movimento”, “O Pasquim” e “Versus”.
O tempo ensinou a não me calar.

Olinda, 2 de abril de 2010.
Ivan Maurício
Jornalista profissional desde os 17 anos

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com