Michele Collins monitora e cobra ações e cuidado da Prefeitura do Recife para a população em situação de rua

Na ocasião, Michele se ofereceu para ser a ponte entre a prefeitura e igrejas e organizações da sociedade civil.

Solidariedade

Publicado em 23 de março de 2020 - 22:16

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

“Muita gente tem me procurado para ajudar e não sabem como chegar à prefeitura. Me coloquei a disposição a ajudar nessa questão”. Foto: divulgação

Preocupada com a população em situação de rua do Recife, a vereadora e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, Missionária Michele Collins (PP), esteve nesta segunda-feira (23) na sede do legislativo e na Prefeitura do Recife para acompanhar e cobrar ações voltadas a população em situação de rua em meio a pandemia do Covid-19. A parlamentar, que mesmo em meio ao estado de alerta que vive o Recife, participou de uma reunião com a secretária de Desenvolvimento Social, Juventude, Política sobre Drogas e Direitos Humanos, Ana Rita Suassuna, na sede do executivo.

Segundo Michele, o encontro serviu para esclarecer algumas questões e sugerir outras ações. “Fico feliz em ver que as ações existentes continuam atendendo a esse público, como o abrigo noturno, os restaurantes populares, o Centro POP e demais. Porém, mesmo assim, precisamos destacar que ainda não é suficiente, considerando que são quase duas mil pessoas nestas condições. Com a expansão da pandemia temos que agir de maneira mais enérgica e tomar ações mais complexas, a exemplo do que recomenda a Defensoria Pública da União”. A vereadora sugeriu ainda a abertura de espaços como escolas, estádios, centros sociais urbanos outros espaços que neste momento estejam ociosos para receber essa população e garantir o isolamento social evitando a contaminação de todos pelo covid-19.

A parlamentar, que também é assessora de articulação social e institucional da Federação das Comunidades Terapêuticas Evangélicas do Brasil (FETEB), explicou que podem ser adotadas aqui no estado, as mesma medidas que estão sendo usadas nas Comunidades Terapêuticas. “As comunidades terapêuticas estão fazendo acolhimento, desde que a pessoa ou o grupo que estiver chegando fique em quarentena separado dos demais, até que sejam descartadas todas as possibilidades de contágio da doença. Isso pode ser feito em lugares com pessoas em situação de rua”, enfatizou.

A vereadora averiguou ainda, as medidas que estão sendo tomadas pela gestão municipal para auxiliar as pessoas que perderam seus empregos nessa pandemia. Segundo Collins, esses indivíduos podem se cadastrar no Programa Bolsa Família nos Centros de Referência da Assistência Social- Cras e Centros de Referência Especializado da Assistência Social – Creas.

Outra iniciativa da legisladora foi cobrar da Secretaria de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania, ações a nível nacional para o combate ao COVID-19 para com as pessoas em situação de vício e desabrigados nas ruas. “Entrei em contato com o secretário Quirino Cordeiro e cobrei ações neste sentido do Governo Federal, visto que a maior parte das pessoas com vício do crack, em sua maioria, estão em situação de rua ou nas cracolândias. É preciso que tomemos alguma atitude para evitar que essas pessoas acabem contraindo o Coronavírus”, assegurou.

Solidariedade – Na ocasião, Michele se ofereceu para ser a ponte entre a prefeitura e igrejas e organizações da sociedade civil. “Muita gente tem me procurado para ajudar e não sabem como chegar à prefeitura. Me coloquei a disposição a ajudar nessa questão”.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com