Informação do Sinpol de que houve morte pelo Coronavírus em PE é falsa, diz Governo do Estado

Comunicado rebate vídeo que circulou nas redes sociais com o presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, no IML verificando uma denúncia de que teria chegado um corpo, suspeito, de ter vindo à óbito em decorrência do novo corona vírus no Estado.

Esclarecimento

Publicado em 21 de março de 2020 - 22:19

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Paulo Câmara e Áureo Cisneiros

Foto: Montagem/Portal de Prefeitura

O Governo de Pernambuco emitiu um comunicado explicando as acusações por parte do presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, ao dizer que o Estado oculta mortes por Covid-19 e que não oferece condições aos profissionais que atuam no IML os deixando sem equipamentos específicos para a realização de necropsia de pessoas que foram a óbito com suspeita de coronavírus.

Nota do Governo

O IML informa que não recebeu nenhum corpo cuja morte tenha causa confirmada por Covid-19. Na última sexta-feira (21), um corpo de um homem de 61 anos, falecido em casa e em avançado estado de decomposição, foi recolhido ao IML, sendo periciado pela equipe de médicos legistas. Não havia história clínica compatível com Covid-19 ou nexo temporal e epidemiológico que o aproximasse do coronavírus. Justamente por não representar caso suspeito de Covid-19, a perícia médico-legal foi realizada. A hipótese de contaminação por coronavírus foi levantada, de forma bastante imprecisa, por vizinhos, uma vez que o senhor morava sozinho. Tomando os cuidados necessários, o IML contactou o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde. Devido ao estado de putrefação, não foi possível a realização de análise laboratorial nas amostras coletadas.

A informação dada pelo Sinpol é falsa, irresponsável por causar pânico na população e visa objetivos outros que não ajudar a população, desmerecendo o trabalho sério, dedicado e transparente de todos os profissionais de saúde, segurança e das diversas áreas envolvidas no enfrentamento ao coronavírus.

Esclarecemos ainda que os profissionais do IML (peritos médico-legais, auxiliares de legista e demais servidores) estão trabalhando com os equipamentos de proteção individual e tem empresa contratada especializada para fornecimento de materiais de limpeza adequados à sua atribuição pericial. O instituto encontra-se abastecido e receberá reforço de insumos sempre que necessário.

Entenda

Nesta manhã de sábado (21), um vídeo ganhou repercussão nas redes sociais, em que o  presidente do Sinpol, Áureo Cisneiros, aparece  no Instituto de Medicina Legal (IML) para verificar uma denúncia de que teria chegado um corpo, suspeito, de ter vindo à óbito em decorrência do novo corona vírus no Estado. E não seria o único, Áureo também chama atenção para a possibilidade de um outro caso de óbito em decorrência da pandemia, dessa vez em Camaragibe:

“É muito importante que o governo do estado seja transparente com relação aos números do coronavírus em nosso território. A ciência da real gravidade da doença e do avanço em nosso solo podem salvar vidas. Chegou ao nosso conhecimento esse outro caso, de uma idosa de 79 anos que foi atendida na UPA da Caxangá e morreu ontem (20), já tendo sido enterrada no cemitérios de Camaragibe, pela funerária Amorim”, revela.

Por fim, o presidente da categoria alerta que profissionais que atuam no IML estariam apavorados por não estarem recebendo equipamentos específicos para a realização de necropsia de pessoas que foram a óbito com suspeita de coronavírus.

Em nota, o Sinpol afirma que continuará atento e atuante para resguardar todos os Policiais Civis de Pernambuco e o povo, por conseguinte. E avisa: caso a vida e a segurança desses profissionais não sejam resguardadas, o Sinpol irá orientar que o atendimento ao público seja suspenso imediatamente.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com