Resposta

Em nota, Prefeitura de Camaragibe explica o motivo da falta de pagamento na Cultura; Felipe Dantas rebate

Fundação de Cultura de Camaragibe ainda afirmou a ação como “oportunismo”. Felipe rebateu dizendo se tratar de “respeito a classe cultural”.

Em nota, Prefeitura de Camaragibe explica o motivo da falta de pagamento na Cultura; Felipe Dantas rebate

Felipe Dantas e Nadegi/ Foto: Montagem

Publicado em 19 de março de 2020 - 13:55

Por

Felipe Dantas e Nadegi

Felipe Dantas e Nadegi/ Foto: Montagem

A Prefeitura de Camaragibe se posicionou sobre a fala do pré-candidato Felipe Dantas que fez um apelo à Prefeitura de Camaragibe para efetuação dos pagamentos de pessoas ligadas a atividades culturais que estão sofrendo com atrasos e precisam quitar suas dívidas.

Em nota, a Prefeitura de Camaragibe avisou que “a prefeita Doutora Nadegi, ao assumir a prefeitura, se comprometeu a honrar com os pagamentos dos fazedores de Cultura deixados pela gestão anterior, no montante de mais de R$ 440.000,00 (quatrocentos e quarenta mil reais)”, e que, “nesse sentido, foi criada uma comissão eleita numa plenária de cultura. Desde o mês de outubro, a Fundação de Cultura envia uma relação de pagamentos que são efetuados pela Secretaria de Finanças, horando, assim, o acordo com esses artistas e entidades”.

Felipe Dantas rebateu a nota da Fundação de Cultura e disse  que “não se trata de questões políticas, e sim de respeito a classe cultural da cidade que sobrevive de eventos artísticos e de outras naturezas que serão diretamente afetados com as determinações do executivo federal, estadual e municipal que definiram a proibição de eventos com mais de 50 pessoas. Destarte, a preocupação desses profissionais receberem não passa pela questão eleitoral e sim de sobrevivência e de humanidade, ademais trata-se valores por serviços já prestados”.

E completou dizendo que “dar prioridade a esse pagamento é uma atitude importante e responsável completamente plausível para o que está ocorrendo no mundo”.

“Reitero, não se trata apenas das questões eleitorais e sim que o Brasil e o mundo está tomando medidas responsáveis devido a pandemia do coronavírus, e uma administração responsável tem que ter sensibilidade real, não ficar só no discurso mas nas atitudes. Além do fato primoroso que administrações não devem estar procurando culpados e sim soluções em momento de crises”, disse Felipe Dantas.

Veja a nota completa da Fundação de Cultura de Camaragibe:

“Em resposta ao senhor Felipe Dantas, a Fundação de Cultura de Camaragibe, a bem da verdade e maiores esclarecimentos, informa que a prefeita Doutora Nadegi, ao assumir a prefeitura, se comprometeu a honrar com os pagamentos dos fazedores de Cultura deixados pela gestão anterior, no montante de mais de R$ 440.000,00 (quatrocentos e quarenta mil reais). Nesse sentido, foi criada uma comissão eleita numa plenária de cultura. Desde o mês de outubro, a Fundação de Cultura envia uma relação de pagamentos que são efetuados pela Secretaria de Finanças, horando, assim, o acordo com esses artistas e entidades.
A prefeita Nadegi poderia ter optado por aguardar os artistas ou entidades entrarem na justiça para terem reconhecidos suas dividas, o que levaria algum tempo para receberem. Mas com a sensibilidade de gestora e mulher, sempre acreditou no dialogo como forma de resolver conflitos.

Com responsabilidade e de forma organizada, já efetuamos mais de 50% das dividas; o que dificultou não conseguimos realizar o planejamento que desejamos. Mas, aos poucos, com criatividade e parcerias, realizamos um Carnaval que foi grandioso mesmo com pouco recurso, justamente por sermos responsáveis e optamos em honrar as dívidas que herdamos.

Infelizmente em ano eleitoral, o oportunismo assume a mascara da hipocrisia. Quem faz essa cobrança, deveria olhar ao lado e fazer a seguinte pergunta: Como se chegou a um valor tão alto em dividas sem a realização de um grande evento, como o Carnaval 2019?
Mesmo com todas as dificuldades que ainda passamos por conta dessas dívidas, reabrimos o Teatro Bianor Mendonça, realizamos oficinas; estamos fazendo melhorias na biblioteca, abrimos o Centro Cultura Raminho do Trombone para entidades, grupos e artistas usarem; apoiamos diversos grupos e artistas locais, encontramos uma solução para pagamentos das quadrilhas que fizeram dívidas confiando numa subvenção irregular, conseguimos confeccionar o livro sobre as quadrilhas de Carlinhos das Quadrilhas, realizamos exposição com a artista Carolina Huang que mora no Canadá.

Enfim, com criatividade, dialogo e transparência, estamos conseguindo administrar o caos que encontramos.
Em tempos tão sombrios para a Cultura, com cortes de orçamentos, censura, fechamento de teatros, cinemas, grupos de dança, sucateamento de bibliotecas, agravada com Epidemia do Corona vírus, onde fazedores da Cultura, na sua grande maioria autônomos e sem apoio, ficarão sem seus poucos recursos oriundos de bilheterias, precisamos de políticos que consigam trazer propostas e alternativas para a classe, não cobranças eleitoreiras e com o único objetivo de dar uma visibilidade que não agrega ou ajuda. Também é bom esse tipo de posicionamento para mostrar ao eleitorado que precisamos ficar atentos e escolher os/as candidatos com muito cuidado e zelo.

Caso o candidato precise de maiores informações, sugerimos que procure informações com as entidades culturais da cidade. Quem sabe, além das informações, consiga aprender um pouco como se trabalha Cultura.

Atenciosamente,
Fundação de Cultura de Camaragibe”

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com