Artigo

Coronavírus: vitrine para a boa e a má gestão pública

Muitos políticos surfarão no pessimismo para fazer dele plataforma de lançamento eleitoreiro. Muitos parlamentares já tem apresentado tal comportamento à exaustão.

Foto: Divulgação

Este é um tempo estranho. Tal qual em certos filmes, estamos olhando para metrópoles quase que totalmente silenciosa ao redor do planeta. Ninguém imaginava que, após acumularmos tanto conhecimento e tecnologia, seríamos obrigados a ficar escondidos em casa por medo de um vírus.

Cientistas tem trabalhado com afinco para encontrar logo uma vacina para vencer de vez o Covid-19. Há rumores de que essa esperança se concretizará em tempo recorde. Mas penso que dias mais difíceis podem estar um pouco à frente, especialmente no Brasil.

Nossos serviços essenciais tem sérias vulnerabilidades e continuamente foram alvos de todo tipo de corrupção. Não serão poucos os políticos que surfarão na onda do pessimismo para fazer disso um tipo de plataforma de lançamento eleitoreiro. Muitos parlamentares já tem apresentado tal comportamento à exaustão.

É mais fácil culpar governantes do que lhes propor boas alternativas. Mas uma oposição caricata e estúpida, não raro, sofre de uma miopia atroz. Ela usa o problema presente para municiar seu discurso vitimista contra quem chama de inimigo declarado.

Creio que este é o tempo em que mais precisamos pensar em prol do Brasil. Afinal, o novo Coronavírus não tem predileção por Direita, Esquerda ou Centrão. Faz todo o sentido que políticos deixem quaisquer radicalismos ideológicos de lado numa conjuntura como essa.

O Cod-19 pode nos proporcionar, ao menos, uma interessante vitrine. Por meio dela pode ficar muito mais óbvio o interesse de certas autoridades pelo bem das pessoas ou pelo bem do próprio capital eleitoral.

Também podemos enxergar melhor nossas carências essenciais em saúde pública e democratização de acesso a outros serviços igualmente fundamentais. Aqui abre-se aqui um mar de oportunidades para a propositura de projetos de lei benéficos ao país.

Mas, o que os políticos do presente e do futuro próximo vão preferir? Irão mobilizar a inteligência e o poder político em prol da nação? Ou continuarão com as críticas infrutíferas, pretensamente emotivas e carregadas de afetada indignação?

O Coronavírus trouxe uma doença séria para dentro de nossas fronteiras. Mas essa tragédia, potencialmente, também pode dar visibilidade a bons e maus gestores da administração pública. Espero que uma oportunidade com tal grau de magnitude não escape aos olhos dos portadores e portadoras de um título de eleitor do Brasil.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com