Greve

Rodoviários realizam protesto na área central do Recife e ameaçam atos durante carnaval

Categoria quer que Paulo Câmara receba pessoalmente os representantes do Sindicato.

Foto: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (21), rodoviários realizam um protesto no Derby, área central do Recife. A informação é que “o governador se recusou a receber o Sindicato, contrariando o pedido da assembleia”, diz o Sindicato dos Rodoviários.

Os ônibus estão estacionados nas vias do Derby, mas há faixas livres para circulação dos demais veículos. A manifestação ocorre na Avenida Agamenon Magalhães, sentido Boa Viagem, na altura do Derby.

O Sindicato dos Rodoviários é contra a dupla função exercida pelos motoristas após redução do número de cobradores.

Com o fim do prazo que o Governo do Estado havia pedido para estudar a dupla função, os trabalhadores decidiram por unanimidade pela retomada dos protestos, que, inclusive, podem acontecer no Carnaval, caso Paulo Câmara não receba pessoalmente os representantes do Sindicato.

Conheça as deliberações da Assembleia:

DUPLA FUNÇÃO

  • A categoria rodoviária é contra a dupla função motorista-cobrador;

  • Retomada dos protestos contra a dupla função;

  • Protestos poderão acontecer no início ou no meio do Carnaval, caso o Governador Paulo Câmara não receba pessoalmente os representantes do Sindicato dos Rodoviários (o Sindicato aguardará a resposta do Governador até o dia 20 de Fevereiro de 2020);

  • O Sindicato enviará para Paulo Câmara e o Consórcio Grande Recife a exigência de que, na próxima licitação, seja assegurado que, cada ônibus, para circular na Região Metropolitana, tenha pelo menos um motorista e um cobrador;

  • O Sindicato enviará uma carta ao Prefeito Geraldo Júlio exigindo que cumpra com a sua palavra de ser contra a dupla função e que coloque a bancada do Governo para votar a favor do Projeto de Lei 05/19, que proíbe a dupla função.

CAMPANHA SALARIAl

  • Realização de assembleias nas garagens nos meses de Março e Abril para definir pauta específica para Acordo Coletivo de Trabalho;

  • Realização de Congresso no início de Maio para construir uma pauta geral que será apresentada à Urbana para a Convenção Coletiva de Trabalho;

  • Realização de assembleia geral na primeira quinzena de Maio para aprovar a pauta para a Convenção Coletiva de Trabalho;

MUDANÇA DO ESTATUTO

  • Ficam garantidos os plenos direitos de associado ao Sindicato a todo trabalhador que estiver com processos na justiça pela sua reintegração, até que se esgotem todos os recursos até o trânsito e julgado;

  • Realização de assembleia na primeira quinzena de Maio para apreciar mudanças no estatuto.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com