Adiado

Após pressão popular, presidente da Câmara de São Vicente Ferrer adia votação de aumento de salários

Câmara Municipal de São Vicente Ferrer propôs aumento de salários de prefeito, vice, vereadores e secretários.

Após pressão popular, presidente da Câmara de São Vicente Ferrer adia votação de aumento de salários

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Publicado em 17 de fevereiro de 2020 - 13:49

Por

Foto: Reprodução/ WhatsApp

A Câmara Municipal de São Vicente Ferrer voltou atrás e não colocou em votação a proposta do aumento no salário de cargos políticos da cidade. Além do aumento no salário do prefeito e vice, também estava proposto o aumento nos salários dos vereadores e dos secretários.

Nesta segunda-feira (17) estava marcado para acontecer a votação, mas vários moradores compareceram à Câmara, a fim de mostrar sua indignação com o provável aumento e fazer “pressão” para, no caso de votação, a desaprovação do aumento.

O presidente da Câmara dos vereadores decidiu não colocar a pauta em votação e não foi divulgado uma nova data para votação.

De acordo com o Projeto de Lei Nº 002/2020, a proposta é que o salário mensal do prefeito para para o valor de R$ 15 mil reais, o do vice-prefeito passe para R$ 7.500 mil reais e os secretários fica fixado o valor de R$ 5 mil reais mensais.

Na PL Nº 001/2020, a proposta é o aumento para o salário dos próximos vereadores da cidade para o mandato de 2021 à 2024, aumentando para R$ 7.500 mil reais mensais.

A Lei entrará em vigor a partir de 01 de janeiro de 2021 quando a nova gestão assumir.

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Foto: Reprodução/ WhatsApp

Veja essas e mais notícias em:

Posts Relacionados




WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com