Congresso não vota MP e carteira de estudante ‘volta para as mãos do PCdoB e da UNE’

A alternativa será recorrer às entidades estudantis ou instituições de ensino que já emitiam o documento.

Retrocesso

Publicado em 14 de fevereiro de 2020 - 11:47

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Montagem Portal de Prefeitura

A Medida Provisória que criou a chamada ID Estudantil, do Ministério da Educação (MEC), perderá a validade no próximo domingo (16) porque o tema não entrou em votação no Congresso. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que quem está comemorando o fim da carteirinha gratuita é a União Nacional dos Estudantes (UNE).

“Você [estudante] vai voltar a pagar, em média, R$ 35 para ter sua carteirinha. A UNE está vibrando. Nossa intenção não é perseguir a UNE. Muito pelo contrário. É facilitar a vida do estudante e evitar que ele gaste R$ 35″, disse Bolsonaro.

A MP da ID Estudantil foi publicada em setembro do ano passado, na época o presidente alfinetou integrantes do PCdoB, que tradicionalmente tem sua juventude no comanda da UNE. “vai faltar dinheiro para o PCdoB, hein”, disse Bolsonaro.

A medida apenas viraria lei se tivesse passado por uma comissão mista formada por deputados e senadores. Depois, ainda deveria ser apreciada na Câmara e no Senado.

Para quem tirou a carteirinha, poderá continuar usando até dezembro , já que a MP tem efeito imediato, quem fez o documento tem o respaldo.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com