Fake News

Damares desmente que mulher foi recusada pelo INSS por não ter mãos para assinar os documentos

Nas redes sociais, ministra voltou a criticar as notícias que falam mal do governo federal.

Damares desmente que mulher foi recusada pelo INSS por não ter mãos para assinar os documentos

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/ Reprodução

Publicado em 30 de janeiro de 2020 - 11:47

Por

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil/ Reprodução

Damares Alves, usou as redes sociais nesta quarta-feira (29), para falar sobre o caso da ex-sinaleira Cleomar Marques. Foi divulgado pela imprensa, que a mulher, amputada das mãos e das pernas, teve o benefício do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) negado por não poder assinar os documentos que autorizariam os pagamentos por parte da Previdência.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humano, em sua publicação, informou que o benefício não foi concedido por que os documentos apresentados por Cleomar continham erros.

“De maneira mentirosa, diversos canais da mídia veicularam que uma cidadã com deficiência lá de Rondônia estava sendo impedida pelo INSS de receber o beneficio, pelo fato de não ter mãos para assinar os documentos para requerer sua aposentadoria. A maneira como parte da mídia manipulou a história, fez com que a honra dos profissionais do INSS, do diretor do órgão e até mesmo do governo federal fosse colocada em cheque. Pois bem, a história é bem diferente”, escreveu.

“Nosso ministério foi acionado e a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos foi lá em Rondônia. Ela não recebeu a aposentadoria do INSS porque não tinha direito, não obedecia aos critérios exigidos em lei para receber. Ela tem direito a um benefício social, só que quando apresentou os documentos para pedir esse benefício não conseguiu porque apresentou uma renda muito alta. Ela está corrigindo essa documentação porque foi errada; ela consegue provar que tem baixa renda e vai apresentar novos documentos, que serão analisados e, possivelmente, o benefício será concedido”, explicou Damares.

A ministra disse ainda que o governador do estado, Marcos Rocha (PSL), está dando apoio a mulher, e voltou a criticar as notícias que falam mal do governo. “Não é com mentiras que vocês vão derrubar o governo Bolsonaro. Esse governo trabalha com a verdade e com transparência”.

Já Marcos Rocha anunciou medidas emergenciais para ajudar Cleomar. “Vamos contribuir com a alimentação e conversamos aqui para que possamos conseguir próteses para ela, a fim de melhorar suas condições de vida. O governo trabalhou com toda a dedicação e quero parabenizar a ministra Damares. Que Deus abençoe o nosso governo e todo o nosso país”, disse.

Confira: 

View this post on Instagram

MAIS UMA FAKE NEWS DESMASCARADA! De maneira mentirosa, diversos canais da mídia veicularam que uma cidadã com deficiência lá de Rondônia estava sendo impedida pelo INSS de receber o beneficio, pelo fato de não ter mãos para assinar os documentos para requerer sua aposentadoria. A maneira como parte da mídia manipulou a história, fez com que a honra dos profissionais do INSS, do Diretor do órgão e até mesmo do Governo Federal fosse colocado em cheque. Pois bem, a história é bem diferente. Eu conto para vocês neste vídeo. Assistam! @jairmessiasbolsonaro @michellebolsonaro @carlosbolsonaro @carla.zambelli @filipebarrosoficial @priscilacosta @magnomalta #br #brasil #brazil #DireitosHumanosParaTodos #mdh #bpc #pessoacomdeficiencia #GovernoDaInclusao #governobolsonaro

A post shared by Damares Alves (@damaresalvesoficial1) on

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com