Marco Aurélio diz que milhões arrecadados pela CTTU revela o crescimento da indústria da multa no Recife

Valor arrecado com aplicação de multas chegou a quase R$ 100 milhões em 2019 no município.  

Multas

Publicado em 21 de janeiro de 2020 - 15:47

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Roberto Soares/ Alepe

O líder da oposição na Assembleia Legislativa de Pernambuco, o deputado estadual Marco Aurélio (PRTB), endossou seu discurso de que o Recife detém uma ‘indústria da multa’, ao comentar o aumento no valor arrecado pela CTTU em 2019, com a aplicação de multas, que chegou a quase R$ 100 milhões

“O Recife tá perdendo no turismo, na geração de empregos e na indústria. A única coisa que cresce no Recife é a indústria da multa, como mostram os números”, disse. 

Em 2019, a prefeitura do Recife, através da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife, arrecadou um total de R$ 98.208.610,00 milhões referente a multas, um aumento de mais de 40% se comparado com ano de 2018, quando a prefeitura arrecadou um total de R$ 69.724.632,96 milhões. 

O parlamentar destacou que em 2018 dos dos quase 70 milhões arrecadados, 28% serviram para o aumento de câmeras, pardais, policiais, enquanto apenas 0,48%, um total de R$ 238 mil, foram investidos em educação para o trânsito. 

“A Prefeitura do Recife e a  CTTU vêm praticando de forma abusiva um aumento significativo na instalação de câmeras de videomonitoramento, com o único objetivo de continuar fomentando a indústria da multa na cidade”, disse.

O parlamentar entrou com uma representação no Ministério Público de Pernambuco, no início de dezembro do ano passado, para que seja suspensa a aplicação de multas por meio de câmeras de videomonitoramento no município do Recife. 

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com