Urgente: Bolsonaro demite secretário de Cultura após citação de ministro nazista

Auxiliares próximos a Bolsonaro afirmam que a  situação de Alvim ficou “insustentável”.

Cortado

Publicado em 17 de janeiro de 2020 - 11:50

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Igo Estrela/ Metrópoles

O presidente Jair Bolsonaro decidiu demitir secretário da Cultura Roberto Alvim, nesta sexta-feira (17), após uma declaração dada nas redes sociais em referência ao nazismo. A informação de auxiliares próximos a Bolsonaro, é que a  situação de Alvim ficou “insustentável”. O ministro Marcelo Álvaro já foi comunicado da decisão.

Roberto Alvim, que era secretário especial da Cultura do governo Bolsonaro, citou trechos de uma fala do ministro da Propaganda de Hitler, Joseph Goebbels, quando anunciou a liberação de R$ 20 milhões para o Prêmio Nacional das Artes. Não demorou muito e o vídeo gerou uma onda de críticas, levando o nome de Goebbels a ser um dos mais citados no Twitter durante a madrugada desta sexta-feira (17).

Alvim diz no vídeo que “a arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada”.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com