‘O nazismo virou referência para a área cultural de Bolsonaro’, diz Humberto

O senador considerou a declaração do ex-secretário “uma ofensa à democracia”.

Nazismo

Publicado em 17 de janeiro de 2020 - 16:33

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Ricardo Stuckert

O senador Humberto Costa (PT-PE) disse na manhã desta sexta-feira (17), através de sua conta no Twitter que a “maquina de ódio” do governo Bolsonaro não tem limites. O parlamentar lembrou da frase dita pelo ex-secretário de Cultura, Roberto Alvim. “O Nazismo virou referência para a área cultural da gestão”.

“O uso da frase do ministro da propaganda de Hitler é uma ofensa à democracia e um desrespeito às milhões de vítimas do Holocausto”, disse. Humberto esteve hoje ao lado do ex-presidente Lula na posse do Diretório Nacional e da Comissão Executiva do Partido dos Trabalhadores.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com