Confira a comparação do discurso de Alvim com o discurso de Gooebbels

Gooebbels era antissemita radical e um dos idealizadores do nazismo.

Comparativo

Publicado em 17 de janeiro de 2020 - 14:29

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Clara Angeleas e WikipediaCommons

O secretário especial da Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro, Roberto Alvim, realizou um discurso semelhante ao do ministro de Adolf Hitler da Propaganda da Alemanha Nazista, Joseph Goebbels.

O presidente Bolsonaro decidiu demitir secretário da Cultura Roberto Alvim, nesta sexta-feira (17), após a declaração. O escritor Olavo de Carvalho, referência utilizada constantemente no governo Bolsonaro, afirmou que “talvez não esteja muito bem da cabeça”.

O vídeo do discurso está repercutindo fortemente nas redes sociais. Assim como o alemão havia dito que a “arte alemã da próxima década será heroica” e “imperativa”, Alvim seguiu a mesma linha ao dizer que a “arte brasileira da próxima década será heroica” e “imperativa”.

Confira abaixo e compare os discursos:

Roberto Alvim

“A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional, será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional, e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes do nosso povo – ou então não será nada.”

Joseph Goebbels

“A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada.”
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com