Bolsonaro quer militares atuando no INSS para diminuir filas “o mais breve possível”

O presidente disse “se pudesse assinaria hoje”que sobre o mutirão que pretende criar para reduzir a fila da aposentadoria.

Ajuda

Publicado em 15 de janeiro de 2020

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: AFP

O presidente Jair Bolsonaro disse que pretende colocar militares para atuarem no INSS o mais rápido possível para diminuir as filas de espera por aposentadoria ou benefícios. Prevista em lei, seria autorizada por meio de um decreto e os militares receberiam 30% a mais no vencimento durante o período em que estivessem na função de atendentes.

Bolsonaro preferiu não determinar o prazo para a formação do que chamou de mutirão. “Por mim, sai hoje. Estamos discutindo, mas a gente não pode fazer decreto para depois desfazer, né. O mais rápido possível”, disse.

“A legislação diz que você não pode convocar. Eles podem aceitar o convite para trabalhar ganhando 30% dos seus proventos, e não tem qualquer encargo trabalhista, não tem nada. Então, é muito simples. A primeira ideia é realmente convidar os militares a participar desse mutirão para a gente diminuir essa fila enorme que está no INSS”, comentou Bolsonaro.

“Qualquer militar. Lógico, tem que ter um treinamento antes. Sendo aprovado no treinamento, é quase como um atendente. É juntar a papelada, orientar, é esse trabalho aí”, detalhou Bolsonaro.

A ideia de um dos oficiais seria aproveitar servidores das estatais que serão privatizadas ou vendidas.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com