Raul Jungmann rebaixa Moro e diz que redução da criminalidade é mérito dos Estados

O antecessor na pasta da Segurança Pública afirmou que maior parte dos investimentos em segurança são dos Estados. 

Antecessor

Publicado em 14 de janeiro de 2020 - 11:15

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Raul Jungmann, que foi antecessor de Sergio Moro na pasta da Segurança Pública, disse nesta terça-feira (14), em entrevista à Rádio Jornal, que o mérito na redução da criminalidade é dos estados. “Nem o governo anterior nem o atual. Constitucionalmente, quem cuida da segurança pública são os governos estaduais”,argumentou ele.

O desentendimento entre o atual ministro e o anterior começou pelo Twitter, há cerca de dez dias, quando Moro publicou: “Crimes caíram em todo o país em percentuais sem precedentes históricos em 2019. Leio de alguns “especialistas” em segurança pública que o Gov Federal não tem nada a ver com isso”. 

De acordo com o ex-ministro, as gestões estaduais são os responsáveis por 85% dos investimentos em segurança pública e disse que estados têm forças policiais com atribuições específicas para prevenir e combater homicídios. “Não é atribuição do governo federal lidar com os homicídios”. 

Jungmann aproveitou para enumerar ações desenvolvidas durantes seu comando na pasta. “É uma questão de honestidade. No governo anterior, colaboramos, sim. Criamos o Susp [Sistema Único de Segurança Pública], investimos dinheiro das loterias para segurança. Mas o protagonismo é efetivamente dos estados”, disse.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com