Feliciano disse que foi expulso do Podemos por defender Bolsonaro

Deputado quer se filiar a partido que apoie o presidente Jair Bolsonaro.

Novos Rumos

Publicado em 6 de janeiro de 2020 - 17:42

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Montagem/ Portal de Prefeitura

O Podemos oficializou nesta segunda-feira (6) a expulsão do deputado federal Marco Feliciano (SP) do partido. Para o parlamentar, apesar das justificativas dadas pelo partido, o real motivo foi o apoio dado por ele ao presidente Jair Bolsonaro.

“Qualquer outro motivo [para a expulsão] é fake news. Basta ler o ato de expulsão que, literalmente, afastou qualquer alegação de conduta inadequada em meu mandato (…) Reafirmo que, para mim, é motivo de orgulho ser expulso do Podemos por defender o presidente Bolsonaro, que está mudando o Brasil”, explicou.

Feliciano disse que não sabe em qual sigla irá se filiar, mas pretende ingressar em uma legenda que faça parte da base de apoio de Bolsonaro.

O parlamentar ainda afirmou querer que seu futuro partido aceite entrar com processos no Conselho de Ética da Câmara contra: Glesi Hoffman, Sâmia Bomfim e Maria do Rosário. Ele considera que os deputados do PT e do PSOL infligiram a Lei de Segurança Nacional quando incitaram “protestos violentos como os ocorridos no Chile”.

Veja a nota de Feliciano:

“Sobre minha expulsão do Podemos, assim me manifesto:

1 – Fui expulso por infidelidade partidária, por fazer campanha para o presidente Bolsonaro em 2018. Qualquer outro motivo é fake news. Basta ler o ato de expulsão que, literalmente, afastou qualquer alegação de conduta inadequada em meu mandato.

2 – A Executiva Nacional do Podemos me procurou e externaram que não queriam minha saída. Inclusive o presidente estadual do PODEMOS, vereador Covas Neto, foi repreendido pela Executiva Nacional e pediu afastamento da presidência. Em resposta, disse que não havia mais clima para minha presença no partido, sendo todo dia atacado ora por Álvaro Dias, ora por Covas Neto.

3 – Covas Neto e Álvaro Dias só pensam em seus projetos pessoais e eleitoreiros, em detrimento dos interesses do Brasil e de São Paulo. Covas Neto transformou o Podemos de SP em um puxadinho do PSDB à serviço da candidatura do sobrinho. Já Álvaro Dias (que saiu anão da eleição presidencial com menos de 1% dos votos), age como o PT e aposta no quanto pior melhor. Ao invés de ajudar um Governo que não tem escândalo de corrupção e está tirando o Brasil do atoleiro, só pensa em ser presidente da República.

4 – Por fim, reafirmo aqui que para mim é motivo de orgulho ser expulso do Podemos por defender o presidente Bolsonaro, que está mudando o Brasil para melhor.

Deputado Federal Marco Feliciano
Vice-Líder do Governo no Congresso Nacional”

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com