João Campos diz que tio é “sujeito pior” que Weintraub, Antônio Campos rebate

A ministra do TCU, Ana Arraes, repudiou a fala do neto e afirmou “não admito grosseria”.

Em Família

Publicado em 12 de dezembro de 2019 - 15:43

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Montagem/ Portal de Prefeitura

O deputado federal João Campos (PSB-PE) criticou o ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o seu tio, Antônio Campos que é presidente da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj). O discurso de João aconteceu em uma reunião da Comissão de Educação da Câmara, nessa quarta-feira (11) com a participação do ministro.

João Campos primeiro fez um discurso em defesa das universidades federais e questionando o trabalho do ministro na pasta. “O senhor diz que é bom de gestão, então por que não entregou o planejamento estratégico do MEC?”, disse.

Weintraub negou que queria desestabilizar a área e enfatizou que Antônio Campos, tio do deputado, atua no ministério.

“Eu nem relação eu tenho com ele. Ele é um sujeito pior que você”, interrompeu João Campos, pegando o microfone. Parlamentares chamaram a atenção dele, afirmando que não poderia haver apartes ou comentários à declaração do ministro.

Antônio Campos rebate fala de João Campos 

Em resposta, Antônio preferiu não “amenizar” a situação e não citou João Campos.

“Existe em curso um jogo orquestrado e sistêmico de setores da iniciativa privada da Educação e alguns setores corporativistas do ensino público superior com diversas iniciativas, através de notas, instrumentalização de setores políticos, publicações, convocações, tentando desestabilizar um firme defensor da coisa pública, que é o Ministro da Educação Abraham Weintraub.

Sem entrar no mérito de algumas declarações hipervalorizadas, o que está no núcleo desse jogo é setores privados da educação continuarem mandando na educação pública brasileira”.

Em um trecho de sua resposta, Antônio não mencionou João, mas foi bastante enfático ao dizer:

“Jovens deputados mostram arrojo em comissões na Câmara dos Deputados, quando não têm posição firme, em seus Estados, quanto a graves desvios milionários na merenda escolar e quanto a investigações de possível cartel no fornecimento de kit escolar, que alimentaria conhecidas campanhas eleitorais”.

Família Arraes

A ministra e atual vice-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Ana Arraes, rebateu a fala de João Campos e afirmou “não admitir grosseria”. Ana também enfatizou que João Campos estava “dividindo a família sem razão”.

“Liderança se consegue construindo. O desrespeito fica para quem não tem argumentos”, disse a ministra que enfatizou não admitir agressões do neto contra Antônio Campos, pois segundo Ana, “Ele nunca lhe agrediu”.

 

Veja essas e mais notícias em:

Posts Relacionados

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com