Portas dos Fundos coloca Jesus como militante gay em novo “especial de Natal” 

O filme “A Primeira Tentação de Cristo” é veiculado na Netflix. 

Filme

Publicado em 6 de dezembro de 2019

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Divulgação internet

Em seu “especial de Natal” 2019 na Netflix, o Porta dos Fundos faz uma nova “paródia religiosa” em que os pais de Jesus (Gregório Duvivier), José (Rafael Portugal) e Maria (Evelying Castro), são retratados como corno e maconheira, já Jesus tem o estereótipo de um estudante universitário militante gay de esquerda e fã de boy bands, que tem um relacionamento amoroso com Orlando (Fábio Porchat).

O novo filme se chama “A Primeira Tentação de Cristo”, e estreou ontem (3) na Netflix, vestido de “paródia religiosa” e com objetivo de fazer uma “crítica sociocultural”, cometendo, para alguns, ofensas à fé cristã, e culturalmente, sem méritos.

O filme conta que ao voltar de uma viagem de 40 dias pelo deserto, Jesus é recebe uma festa de aniversário surpresa para celebrar os seus 30 anos. Maria e José, revelam que ele foi adotado e que seu verdadeiro pai é Deus. Um dos convidados para a festa é uma prostituta chamada Telma, provavelmente fazendo menção à Maria Magdalena.

No ano passado o Porta dos Fundos mostrou, também no especial de Natal, o filme “Se Beber, Não Ceie”. A sátira copiou o enredo de “Se Beber, Não Case!”, mostrando os apóstolos de Cristo depois de uma ressaca depois da última Ceia da Páscoa, percebendo que Jesus havia desaparecido.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com