Recomendações

Fiocruz recomenda população a não fazer o uso recreativo das praias afetadas pelo óleo

Fundação ainda pediu que a população não consuma pescados e mariscos das praias (e região próximas) atingidas pelos resíduos de óleo

Fiocruz, Fiocruz recomenda população a não fazer o uso recreativo das praias afetadas pelo óleo
Foto: Divulgação

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Instituto Aggeu Magalhães (IAM) e o Laboratório de Saúde Ambiente e Trabalho (Lasat) divulgaram uma carta aberta pedindo para que a população não faça o uso recreativo das praias afetadas pelas manchas de óleo no Nordeste e que não consuma pescados e mariscos das praias atingidas.

“Por medida de precaução e diante da dificuldade em identificar a quantidade e localização de óleo ainda submerso, bem como da incerteza de limpeza total da praia e chegada de mais óleo nas próximas semanas e do nível de exposição química, recomenda-se fortemente à população não fazer o uso recreativo das praias afetadas e nem consumir pescados e mariscos das praias (e região próximas) atingidas pelos resíduos de óleo”, diz a carta.

“Considerando as incertezas da origem, quantidade e perigos decorrentes do derramamento de petróleo e o quanto ele tem afetado os diferentes ecossistemas e o perigo para a saúde, é imprescindível o imediato acionamento de todos os mecanismos relativos ao acontecimento de desastres no território nacional, como previsto nas Leis n. 12.340/2010 e n. 12.608/2012, e que seja decretada SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA EM SAÚDE PÚBLICA em todos os Estados e Municípios atingidos pelo óleo, com base na portaria nº 2.952 de 14/12/2011 do Ministério da Saúde”, finalizou o documento.

As manchas de óleo já foram retiradas em diversas praias de Pernambuco e já foram retiradas várias toneladas de petróleo cru das praias pernambucanas.

Veja a carta completa:

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal