CPI proposta por João Campos trará impactos negativos na economia, diz Feitosa

A CPI poderá desencadear um sentimento de alarmismo que possivelmente servirá apenas para colaborar com a queda de reservas nas pousadas, nos hotéis, queda de movimento nos bares e restaurantes, Afirmou Feitosa

Publicado por: em 4 de novembro de 2019 - 21:12

Ver Perfil

CPI

Nesta segunda-feira (04/11), o deputado estadual Alberto Feitosa (SD) fez um apelo ao presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), e a bancada nordestina, pedindo a não instalação, neste momento, da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o vazamento do óleo no Nordeste proposto pelo deputado federal João Campos (PSB).

Visto que o problema do vazamento foi detectado pela Marinha Nacional e já estão sendo tomadas as devidas providências, tanto pelo Governo Federal como pelo Governo Estadual, para sua solução de suas consequências e identificação dos responsáveis.

Ontem (03/11), na campanha Vamos Abraçar o Mar, o parlamentar ouviu a população local e empresários que afirmaram que a instalação da CPI poderá fomentar o desemprego e o transtorno no setor produtivo do turismo Nordestino.

“A CPI poderá desencadear um sentimento de alarmismo que possivelmente servirá apenas para colaborar com a queda de reservas nas pousadas, nos hotéis, queda de movimento nos bares e restaurantes, redução das vendas do comércio nos destinos turísticos, entre outros impactos econômicos negativos, gerando um prejuízo enorme da Região em pleno período de alta temporada”, afirmou.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com