Contra

Marco Aurélio confirma voto contra prisão após segunda instância

Após o voto de Marco Aurélio, o julgamento foi suspenso para almoço dos ministros, e o próximo ministro a votar será Alexandre de Moraes

Marco Aurélio confirma voto contra prisão após segunda instância

Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Publicado em 23 de outubro de 2019 - 14:21

Por

Foto: Ueslei Marcelino

Primeiro a votar no julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) que definirá o cumprimento de pena após a condenação em segunda instância, o relator ministro Marco Aurélio reafirmou seu entendimento contra a medida, posição que disse ser “conhecida desde sempre”.

O Supremo começou, na manhã desta quarta-feira (23), o segundo dia do julgamento sobre o tema, após na quarta-feira (17), primeiro dia, ter sido ocupado somente por sustentações orais dos advogados interessados na causa.

Após o voto de Marco Aurélio, o julgamento foi suspenso para almoço dos ministros e foi retomado às 14h com o voto do ministro Alexandre de Moraes. Depois, votam os demais ministros, na ordem de antiguidade. O presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, vota por último.

Em seu voto, que durou cerca de 40 minutos, Marco Aurélio afirmou que “é impossível devolver a liberdade perdida ao cidadão”, motivo pelo qual não se pode prender alguém que ainda tenha a possibilidade de ser inocentado.

Fonte: Agência Brasil

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com