Marília Arraes pode ter sua candidatura impugnada após vitória de Doriel Barros no PT

A vitória de Doriel Barros terá grandes chances da permanência da aliança entre PSB e PT em Pernambuco e assim, impugnar candidatura de Marília a Prefeitura do Recife em 2020

Publicado por: em 22 de outubro de 2019 - 12:22

Ver Perfil

Impugnada

Foto: Montagem/ Portal de Prefeitura

O PT elegeu no último domingo (20), no 7º Congresso Eleitoral do partido, seu novo presidente estadual, o deputado estadual Doriel Barros. Com 70,07% dos votos entre os 309 delegados, escolhidos em setembro no Processo de Eleição Direta (PED) do partido.

O atual presidente do PT-PE, Glaucus Lima, ficou em 2º lugar com 27,82% dos votos. O novo presidente e a nova direção estadual tomarão posse em janeiro de 2020.

Com isso, o novo presidente é ligado ao grupo de Humberto Costa e defende ideias de permanência da aliança com o PSB no Estado. Na véspera das eleições estaduais em 2018, a centão pré-candidata Marília Arraes teve sua candidatura impugnada pela sigla, após o acordo e não pode competir ao Governo do Estado.

O grupo de Marília Arraes e da deputada estadual Teresa Leitão defendiam a permanência de Glaucus Lima, para ter mais chances de lançar a chapa em Recife, encabeçada por Marília.

Pesquisas apontaram que Marília é bem vista e lidera as pesquisas, mas muito provavelmente com a manutenção da aliança PSB-PT que a deputada quer separar, Marília terá que se contentar em ser barrada outra vez ou terá que se lançar por outro partido.

Marília Arraes quer combater o primo João Campos que possivelmente será o candidato do PSB nas próximas eleições municipais em 2020. O PSOL já disponibilizou o partido para candidatura de Marília.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com