Estação Primeira de Mangueira terá enredo que criticará Bolsonaro

Com o tema “A verdade vos fará livre”, a escola apontará a intolerância no país

Enredo

Publicado em 15 de outubro de 2019 - 12:11

Por

Ver Perfil - Portal de Prefeitura

Foto: Montagem/ Portal de Prefeitura

A Estação Primeira de Mangueira, campeã do carnaval do Rio de Janeiro em 2019, já definiu o seu samba-enredo para 2020. A apresentação será uma crítica ao avanço do conservadorismo no Brasil, exaltará a figura solidária de Jesus Cristo e terá menções ao presidente Jair Bolsonaro em tons críticos.

A letra foi composta por Manu da Cuíca e Luiz Carlos Máximo e não deixa margem para dúvida. Um trecho do samba-enredo diz: “Favela, pega a visão/Não tem futuro sem partilha/Nem Messias de arma na mão”.

O carnavalesco Leandro Vieira ficará responsável pela história que será contada na Sapucaí.

Uma das compositoras do samba, Manu da Cuíca, criticou o presidente Jair Bolsonaro.

“Nós somos bicampeões e eu queria ressaltar o caráter democrático e revolucionário da disputa de samba, que colocou os compositores e compositoras em destaque. O grande homenageado da Mangueira é Jesus Cristo, que luta pela partilha e pela fraternidade. Com certeza, ele aprovaria uma disputa como essa, aprovaria uma escola espetacular que trate a favela como um ato de sobrevivência, especialmente com esse governo que mais mata favelados e o samba mostra que estamos vivos”.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com