Blindagem

Lula queria blindar Palocci, segundo supostas mensagens roubadas do Telegram de Dallagnol

Supostas mensagens roubadas do Telegram de Deltan Dallagnol foram publicadas neste domingo (8) pela Folha de São Paulo

Lula, Lula queria blindar Palocci, segundo supostas mensagens roubadas do Telegram de Dallagnol
Foto: Montagem/ Portal de Prefeitura

A Folha de São Paulo publicou neste domingo um a matéria sobre conversas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) gravadas pela Polícia Federal em 2016 e mantidas em sigilo desde então enfraquecem a tese usada pelo hoje ministro Sergio Moro para justificar a decisão mais controversa que ele tomou como juiz à frente da Lava Jato.

Lula também pensou em blindar Antonio Palocci, que viria a delatá-lo, colocando-o no Ministério da Fazenda de Dilma Rousseff. O assunto foi abordado em conversa com marqueteiro Alberto Almeida, que o aconselhou a dar um aumento de 20% aos beneficiados pelo Bolsa Família.

Antes de ser nomeado para a Casa Civil, Lula teria expressado dúvidas a respeito da manobra para escapar da Lava Jato com pessoas da sua confiança. Mas mostrou entusiasmo a respeito de fuga para o Palácio do Planalto quando conversava com outros políticos. Até avisou que estava disposto a conversar com Eduardo Cunha, então rompido com Dilma Rousseff.

Lula aceitou blindar-se com a nomeação para a Casa Civil, mas a nomeação foi frustrada pela ação decisiva de Sergio Moro, que divulgou o áudio do Bessias. Os procuradores da Lava Jato ficaram preocupados com o que poderia ocorrer com Moro, por causa da divulgação, e pensaram até em renunciar coletivamente caso o então juiz fosse punido.

Vinte e dois telefonemas foram gravados pela PF, mesmo depois que Moro mandou interromper a escuta, porque as operadoras demoraram a cumprir a determinação.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com