Repúdio

Paulo Câmara diz que é desumana fala de Bolsonaro ao presidente da OAB

Em nota, o gestor prestou solidariedade a Felipe Santa Cruz e toda sua família.

Paulo Câmara, Paulo Câmara diz que é desumana fala de Bolsonaro ao presidente da OAB
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Em nota, o Governador de Pernambuco Paulo Câmara (PSB), classifica fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL) de desumana, “Considero que o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, foi hoje violentamente agredido, por palavras que não são apenas grosseiras, são desumanas”, diz parte do texto. 

Nesta segunda (29), Jair Bolsonaro reclamou sobre a atuação da OAB na investigação do caso do atentado à faca do qual foi alvo durante o período eleitoral, além de dizer que poderia explicar ao presidente do órgão, Felipe Santa Cruz, como o pai dele desapareceu durante a ditadura militar. “Por que a OAB impediu que a Polícia Federal entrasse no telefone de um dos caríssimos advogados? Qual a intenção da OAB? Quem é essa OAB? Um dia, se o presidente da OAB quiser saber como é que o pai dele desapareceu no período militar, conto pra ele. Ele não vai querer ouvir a verdade. Conto pra ele.” 

Confira a nota do governador Paulo Câmara:

 A divergência de ideias não deve, nunca, extrapolar os limites da civilidade e do respeito ao próximo. 

Considero que o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, foi hoje violentamente agredido, por palavras que não são apenas grosseiras, são desumanas. 

O Brasil precisa, cada dia mais, de exemplos que valorizem a tolerância, o diálogo, a solidariedade, a construção. 

O presidente da República, lamentavelmente, tem seguido a direção contrária. Sob o ponto de vista político e pessoal, o comentário que buscou atingir Felipe e a memória do seu pai, o pernambucano Fernando Santa Cruz, ataca a todos os que prezam princípios básicos da convivência em sociedade. 

A Felipe e sua família, toda a minha solidariedade.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com