PF apura invasão de telefones de Moro e de procuradores

, PF apura invasão de telefones de Moro e de procuradores
Imagem: Edson Dantas, O globo

A Policia Federal instaurou há cerca de um mês um inquérito para investigar ataques feitos por hackers aos celulares de procuradores da República que atuam nas forças-tarefas da Lava Jato em Curitiba, em São Paulo e no Rio de Janeiro.  Outro inquérito foi aberto há quatro dias para apurar ataques ao celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Neste domingo, o site The Intercept Brasil divulgou o suposto conteúdo de mensagens trocadas pelo então juiz federal Sergio Moro e por integrantes do Ministério Público Federal, como o procurador da República Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa em Curitiba.

As conversas supostamente mostrariam que Moro teria orientado investigações da Lava Jato por meio de mensagens trocadas no aplicativo Telegram. O site afirmou que recebeu de fonte anônima o material.

The Intercept tem entre seus fundadores Glenn Greenwald, americano radicado no Brasil que é um dos autores da reportagem. De acordo com o site, há conversas escritas e gravadas nas quais Moro sugeriu mudança da ordem de fases da Lava Jato, além de dar conselhos, fornecer pistas e antecipar uma decisão a Dallagnol.

Os hackers miraram especialmente mensagens trocadas por meio do Telegram. As vítimas, que não haviam acionado a verificação em duas etapas, recurso que adiciona camada adicional de segurança às mensagens, tiveram suas conversas violadas pelos criminosos, segundo fonte a par da investigação.

Os procuradores notificaram a Polícia Federal após um deles desconfiar de  mensagem recebida por meio do aplicativo. O ataque em massa  foi descoberto e começou a ser apurado pela PF.

Fonte: Estadão

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com