Moro nega negociação prévia para cargo no STF

A indicação dos ministros do Supremo é de competência do presidente da República, mas o nome deve passar por sabatina no Senado.

Publicado em 13 de maio de 2019

STF

Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Após entrevista do presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmando que se comprometeu a indicar Moro para ocupar uma vaga no STF, O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, declarou que ao aceitar o convite de Bolsonaro para entregar o governo, não colocou qualquer condição.

“Ele [Bolsonaro] foi eleito, fez o convite publicamente, fui até a casa dele no Rio de Janeiro. Nós conversamos e nós, mais uma vez publicamente, eu não estabeleci nenhuma condição. Não vou receber convite para ser ministro e estabelecer condições sob circunstâncias do futuro que não se pode controlar”, argumentou Moro durante palestra em Curitiba na manhã desta segunda (13).

Moro foi questionado sobre o assunto ao sair do evento. Ele afirma ter se sentido honrado, mas argumentou que “é algo que tem que ser discutido no futuro”, pois não há vagas atualmente no Supremo.

A previsão é que com a aposentadoria do ministro Celso de Mello, aos 75 anos em novembro do ano que vem, a vaga ficará disponível.  

Publicado Por:

Estudante de Jornalismo e estagiário do Portal de Prefeitura, na editoria de política. Já atuou como fotógrafo da empresa Cápsula 1 em Porto de Galinhas, apresentador e repórter da Webtv Uninassau, já passou pela TV Leia Já em 2018. Embora seja um apaixonado pela comunicação, já fez Técnico em Química Industrial e em Administração. Quando tem tempo livre gosta de editar vídeos e fazer designer para redes sociais. Adora reportagens especiais e humanizadas.

© 2019 Portal de Prefeitura - Todos os Direitos Reservados.