Moro anuncia nomes para comandar Coaf e Senad

  • Publicado em 30 de novembro de 2018

  • O futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, anunciou nesta sexta-feira (30) que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) será presidido pelo auditor da Receita Federal Roberto Leonel.

    Atualmente, o Coaf, órgão que investiga movimentações financeiras, é vinculado ao Ministério da Fazenda. Segundo Moro, a perspectiva do governo eleito é transferir o Coaf para a estrutura do Ministério da Justiça.

    “Isso ainda vai depender de uma mudança legislativa. Conversei com todos os setores envolvidos, mas, como o Coaf é um órgão estratégico, de inteligência, prevenção à lavagem de dinheiro, nós entendemos que é oportuna a transferência dele para o Ministério da Justiça, considerando que o Ministério da Economia vai ter muitas atribuições”, disse Moro, em entrevista coletiva.
    Segundo o futuro ministro, o objetivo da mudança é fortalecer o Coaf. “Hoje, o Coaf, lamentavelmente, sofreu com a redução do corpo funcional, por questões circunstanciais. Nós acreditamos que conseguiremos, no Ministério da Justiça, melhorar a estrutura funcional”, ressaltou.

    Sergio Moro também anunciou que a Secretaria Nacional de Políticas Sobre Drogas (Senad) será comandada pelo procurador da Fazenda Nacional, Luiz Roberto Beggiora. O futuro ministro afirmou que parte da atual estrutura tem sido “negligenciada”.

    “A Senad tem uma função que tem sido negligenciada nos últimos tempos, que é a gestão de ativos sequestrados e confiscados do tráfico de drogas. O tráfico de drogas, todos nós sabemos, é uma atividade muito lucrativa. Os criminosos bem sabem isso, e uma das estratégias importantes para combater o tráfico de drogas é privar o criminoso do produto da sua atividade, retirar aquilo que [ele] obtém com a venda dessas drogas e com a exploração da miséria humana”, afirmou.

    Moro mencionou ainda a possibilidade de parte das atribuições da Senad ser transferida para o Ministério da Cidadania, que cuidará do tratamento de dependentes químicos. “Há uma intenção de transferir, do âmbito da Senad, a área de atendimento ao dependente químico. A Senad providencia os recursos, mas esse tratamento será desenvolvido por uma área social. Mas isso é algo que também ainda se encontra em estudo”, declarou.

    Fonte: Agência Brasil
    Imagem: www.br.noticias.yahoo.com

     

    Comentários

    Publicado Por:

    %d blogueiros gostam disto: