Candidato pelo PRP, Coronel Meira cedeu entrevista ao Papo-Café

“Eu sou ficha limpa, vejam meu passado […], Eu sou um homem de falar a verdade, doa a quem doer”, Coronel Meira em entrevista ao programa Papo-Café.

  • Publicado em 26 de setembro de 2018

  • Por WANDERSON OLIVEIRA

    Militar por formação e membro da coligação por uma pátria livre, o postulante ao cargo de deputado federal, Coronel Meira do Partido Republicano Progressista (PRP), foi o convidado do Papo-Café na última terça (17), onde falou sobre suas propostas de governo caso eleito.

    foto: Beto Dantas

    Candidato Coronel Meira (PRP), durante transmissão ao vivo do programa Papo-Café, realizada na segunda-feira (17).

    O candidato que já foi diretor-geral da Polícia Militar de Pernambuco, atuou também na segurança do Metrô do Recife e esteve à frente da segurança de Jaboatão dos Guararapes, conversou com o jornalista Rodolfo Kosta do Portal de Prefeitura, “Fiquei feliz ao receber esse convite, e viemos aqui para falar pra todo o estado como verdadeiro representante da direita de pernambuco, Eu sou ficha limpa, vejam meu passado […]”, afirmou o candidato a deputado federal, “Eu sou um homem de falar a verdade, doa a quem doer”, completou o Coronel em entrevista ao programa Papo-Café.

    Aos 60 anos, o coronel aposentado já concorreu a um cargo eletivo em outras eleições como deputado estadual. Em 2018, Meira disse ter sido convidado pelo presidenciável Jair Messias Bolsonaro e atendendo a esse chamado lançou-se como candidato a deputado federal pela primeira vez.

    Entre os assuntos debatidos no decorrer do programa, Meira foi indagado sobre a retirada de sua candidatura por parte do Partido Republicano Progressista (PRP), e respondeu, “Estamos homologados; Coronel Meira 4490, deputado federal, ganhamos na justiça eleitoral que reconheceu nosso direito de podermos disputar e ajudar nosso Jair Bolsonaro a ser presidente do Brasil, sentei com o presidente do nosso partido e mostrei a ele que era melhor caminharmos juntos e estou indo conversar com o presidente nacional do partido.”, respondeu o coronel.

    Questionado sobre qual coligação o PRP seguiria, o postulante afirmou “Estou numa situação muito tranquila, muito segura, não participei de nenhuma reunião, nenhuma definição pra que coligação iria o partido, […] sei de tudo, não concordo e não macho com Paulo Câmara lenta”, enfatizou em resposta ao jornalista Rodolfo Kosta durante o programa.

    Quando o assunto mudou para economia, o coronel aposentado afirmou “Até hoje ninguém disse que o coronel Meira estava mentindo, quando falou de todo o desvio de dinheiro de pernambuco, do problema arena de pernambuco, quando a gente fala de suape, quando a gente fala de Operação Torrentes, bilhões, onde está esse dinheiro? O que eu cobro é saber onde está esse dinheiro”, disse o coronel aposentado.

    Sobre o apoio do presidenciável, o candidato do PRP falou que “Eu vim pra política convocado por Jair Messias Bolsonaro, desde o início, inclusive eu não estava filiado a partido, eu não queria fazer política e já este ano fomos a Brasília, conhecemos Jair Messias Bolsonaro que foi uma das condições que eu coloquei desde o início”, questionado ainda sobre o que acha do candidato do PSL Jair Bolsonaro, o coronel afirmou “Enxergo nele uma pessoa compromissada, uma pessoa que enxerga o futuro, que quer mudar, Bolsonaro não faz aquela política velha […] isso tá provado, olha a família dele, são todos políticos, me mostre algum fato irregular de seus filhos, são pessoas de bem que se dedicam a política”, enfatizou o candidato do PRP.

    Ainda Durante o programa, foi abordado ainda o assunto Segurança, o apresentador Rodolfo Kosta, indagou o capitão sobre a criação do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), “Muito bom, pena que veio tão tarde, pena que não contratou nenhum efetivo para o BOPE. O Batalhão de Operações Especiais, são os verdadeiros homens de bem, que estão no sacrifício saindo de outras unidades, então se tira, se enxuga a unidade pra manter o BOPE, só porque estamos em tempo de campanha eleitoral”, enfatizou o Coronel Meira, candidato a deputado federal pelo PRP.

    “Segurança Pública não têm partido, segurança pública é fundamental, nossos cidadãos pernambucanos estão sendo vítimas, ano passado 5.400 homicídios, esse ano os números estão mascarados”, acrescentou o candidato do PRP.

    Infraestrutura também foi um dos assuntos do programa que foi ao ar, através do Facebook do portal de prefeitura no último dia 17, “Meu compromisso aqui, a emenda em que Coronel Meira estiver como deputado federal, será usada para resolver os problemas sérios de pernambuco, não vou participar desse negócio de emenda conjunta, o dinheiro que vier pra Coronel Meira, vai ser fiscalizado, vai ser prestado conta”, explicou o candidato sobre a verba destinada às emendas propostas na câmara.

    Ainda sobre sua candidatura, perguntado sobre sua opção para concorrer por uma cadeira na câmara federal, o postulante afirmou “Decidi ir para federal, porque quero ajudar Jair Bolsonaro, sou 100% alinhado a suas ideias, 100% alinhado com o que ele quer fazer em nível de segurança pública, enfim, em nível de todo o Brasil”, exclamou o coronel.

    Também durante o programa, o espectador que assistia pelas redes sociais, Murilo Lira Neto, enviou sua pergunta sobre a legalização do uso de armas “Com esses trâmites, como a gente vai superar isso?”, em resposta o candidato afirmou, “Pra o cidadão andar armado, ele precisa apresentar todas as condições para andar armado, a gente não quer que se repita o que aconteceu agora a pouco no sertão, onde invadiram uma casa e mataram quase toda a família pra levar as duas motos”, respondeu Coronel Meira, ao espectador que participou pelas redes sociais, o Coronel afirma ainda que antes de liberar o porte, precisa haver todo um treinamento para os interessados no porte de arma de fogo.

    Nos minutos finais do programa, o candidato do PRP, reafirmou seu apoio ao candidato Júlio Lossio, expulso recentemente da REDE por apoiar o candidato do PSL Jair Bolsonaro, que segue internado após ser esfaqueado durante campanha eleitoral no inicio do mês, o candidato do PRP enfatizou ao responder o apresentador Rodolfo Kosta, “Eu só apoio ficha limpa, se não for eu nem apoio”, disse o Coronel no fim do programa que está disponível para quem não assistiu, no Facebook do portal de prefeitura.

    Comentários

    Publicado Por:

    %d blogueiros gostam disto: