Quem são as maiores vítimas de homicídio em pernambuco?

  • Publicado em 18 de outubro de 2017

  • É com muita satisfação que damos início a nosso Espaço sobre Segurança Pública entrevistando o Delegado Vitor Leite, Titular da 8ª Delegacia Especializada de Homicídios.

    PORTAL DE PREFEITURA – Boa tarde, Delegado. Gostaríamos que o senhor nos falasse um pouco de sua experiência como Autoridade do Quadro da Polícia Civil de Pernambuco.

    DR. VITOR LEITE – Sou Delegado da Polícia Civil de Pernambuco desde 2008. Trabalhei na Delegacia de Crimes contra a Criança e Adolescente da capital, e também fui Delegado no interior, nos municípios de Bonito, Caruaru, Brejo da Madre de Deus, Santa Cruz do Capibaribe e cidades adjacentes de Santa Cruz. Atualmente sou Delegado Titular da 8ª Delegacia de Homicídios, e desde maio desse ano trabalhamos com os Homicídios que ocorrem nas cidades de Itapissuma, Araçoiaba e Itamaracá.

    PORTAL DE PREFEITURA – Quais os tipos de Homicídios que mais ocorrem nas áreas de abrangência de sua Delegacia atual?

    DR. VITOR LEITE – Em todo o Estado de Pernambuco, e não apenas nos municípios sob nossa responsabilidade, a maior expressividade são os crimes relacionados ao Tráfico de Drogas. Dívidas de entorpecentes e tentativas de domínio de áreas por grupos de traficantes rivais são os tipos de assassinato com que mais trabalhamos. Os meios de comunicação em nosso Estado têm alarmado a população ao mostrar Pernambuco como um dos campeões de assassinato de jovens. Contudo, vale ressaltar, principalmente para o cidadão de bem, que esse tipo de crime ocorre predominantemente entre indivíduos que já foram presos ( ou apreendidos, no caso dos menores de idade) ou respondem em liberdade por algum crime.

    PORTAL DE PREFEITURA – Que tipo de estrutura e que recursos a Secretaria de Defesa Social disponibiliza como suporte para a 8ª Delegacia de Homicídios?

    DR. VITOR LEITE – Nossa equipe é formada por um Delegado, que sou eu, dois Escrivães, cinco Agentes de Polícia e duas viaturas. A Delegacia conta com três salas.

    PORTAL DE PREFEITURA – Qual é a média de Inquéritos de Homicídio remetidos mensalmente por esta Especializada?

    DR. VITOR LEITE – Nós vemos mantendo uma média de seis Inquéritos Policiais remetidos à Justiça por mês. Para alguns pode parecer pouco, mas gostaria de ressaltar que nosso foco são as mortes vinculadas à atividade criminosa. Outros tipos de assassinato, como os de proximidade (brigas de bar, por exemplo) ou resultantes de Violência Doméstica ficam a cargo das delegacias distritais aonde esses fatos ocorrem.

    PORTAL DE PREFEITURA – Quantas Delegacias Especializadas de Homicídio temos no Estado?

    DR. VITOR LEITE – Aproximadamente vinte e seis.

    PORTAL DE PREFEITURA – Em sua opinião especializada, gostaria de pontual alguma mudança de Lei que poderia contribuir para uma maior confiança da População no trabalho da Justiça e da Polícia?

    DR. VITOR LEITE – O Homicídio vinculado ao Tráfico é impossível de ser evitado. Aumentar a pena desse crime, que pode ser de até trinta anos, também não adiantaria. Contudo, se a certeza da punição por parte do criminoso, e a certeza da vítima quanto a sua proteção pelo Estado, seria de inestimável auxílio à população. A Lei de Execuções Penais garante muitos benefícios aos presos, como saída temporária, direito a visitas e acesso a pessoas de fora dos presídios. Na condição atual, é difícil que uma alguém resolva dizer o que sabe sobre um homicida que fica em regime de reclusão apenas entre sete a dez anos. A Testemunha geralmente receia por sua integridade física e de seus familiares ao saber que, num futuro próximo, poderá ser mais uma vítima do homicida contra quem testemunhou.

    PORTAL DE PREFEITURA – Como se dá a capacitação de um policial que trabalha numa Especializada de Homicídio?

    DR. VITOR LEITE – A Secretaria de Defesa Social disponibiliza vários cursos que preparam o Policial em geral para exercer melhor seu trabalho. No caso da nossa Especializada, há diversos cursos específicos, inclusive, há um intitulado “Investigação de Homicídios”, disponibilizado para esse mês de outubro. Quanto a esse curso em específico, nossa Equipe já o fez.

    PORTAL DE PREFEITURA – Como são investigados os crimes envolvendo Grupos de Extermínio, principalmente quando há participação de Policiais Civis e/ou Militares?

    DR. VITOR LEITE – O cuidado e o trabalho são redobrados no aprofundamento da investigação e no sigilo das informações. A Inteligência da Polícia Civil é acionada, entre outras coisas, para sabermos se os envolvidos respondem por outros tipos de crime, e, em caso positivo, buscamos a junção desses outros delitos à investigação inicial feita por nós, e tudo é processado num só Inquérito Policial. É uma investigação trabalhosa, que pode durar meses e até anos. As no caso desse funcionário público ser indiciado, ele responde criminal e administrativamente. No Inquérito, se o Delegado entender a necessidade de o policial ser afastado do serviço ou ter suspenso o porte de armas, isso pode ser solicitado. Inclusive até mesmo a prisão preventiva do investigado pode ser solicitada à Justiça. Após ser processado criminalmente, o policial indiciado é demitido.

    PORTAL DE PREFEITURA – Gostaríamos de agradecer o senhor por nos ceder essa entrevista. O senhor gostaria de deixar algum recado à população, que anda tão alarmada com a quantidade de crimes contra a Vida em nosso Estado?

    DR. VITOR LEITE – O trabalho policial tem resultados de médio a longo prazo, pois a demanda é muito grande. Eu diria à população que não perca a esperança no trabalho policial, e gostaria de dizer que nós, da 8ª Delegacia de Homicídios estamos disponíveis à população, e garantimos o sigilo das informações prestadas.

    (FOTOGRAFIA: BETO DANTAS)

    Comentários

    Publicado Por:

    %d blogueiros gostam disto: